O Governo aprovou o plano de reconstrução de Cabo Delgado para o período 2021-2024

Porquê é que o Governo moçambicano não manda julgar os peixes grandes académicos que são responsáveis do roubo do dinheiro das dívidas ocultas, para que sirvam de exemplo e o mesmo seja aplicado na reconstrução da província de Cabo Delgado?

Trata-se de um plano que vai se direccionar principalmente para as zonas afectadas pelo terrorismo naquela província.

O facto foi avançado terça-feira em Maputo pelo porta-voz da trigésima segunda sessão do Conselho de Ministros, Filimão Suazi.

Sem avançar valores monetários a serem aplicados e nem detalhes sobre a reconstrução de Cabo Delgado, Filimão Suazi referiu que o processo vai contar com o apoio de alguns parceiros de cooperação do governo.
O porta-voz do Conselho de Ministros avançou ainda que o governo já iniciou com algumas actividades com vista a devolver a normalidade em algumas zonas afectadas pelo terrorismo em Cabo Delgado.

Na mesma terça-feira o executivo moçambicano aprovou ainda algumas resoluções, a destacar a resolução que ratifica o acordo de crédito Moz-12, celebrado entre o governo de Moçambique e o Exim Bank da Coreia no valor de oitenta e oito milhões, setecentos e cinco mil dólares americanos destinados ao financiamento do sistema de informação de gestão de segurança pública. (RM)

Deixe connosco seus anúncios através do seguinte correio electrónico: saculcardoso01@gmail.com Ed. Sacul Cardoso

Sem comentários