Nhongo diz que resistirá ataques de todo mundo que apoia a Frelimo


NHONGO e RENAMO, resistirá ataques de todo mundo que apoia a FRELIMO, as forças estrangeiras estão a meter militares em Manica, Sofala, Tete, Inhambane e outros pontos do País para capturar o Nhongo e acabar com a RENAMO.

Aproveito essa ocasião para informar que vão apanhar uma lição como aquela dos 16 anos e todos morrerão. Perguntem o grupo Nyerere o que havia acontecido com eles, quando mandaram mais de 20 mil tropas para Gorongosa na guerra dos 16 anos, ou podem perguntar os antigos Combatentes da FRELIMO que viveram esse tempo da guerra civil, todos militares morreram e regressaram para Tanzânia dentro das urnas. Mesmo Cubanos, Russos, Alemães do Leste, que vieram em Moçambique na tentativa de matar o Dhakama, morreram, o Saudoso Dhlakama com a RENAMO a partir da Gorongosa Maringue, saiu vitorioso a andar sem problema. 

Os espíritos que nos deixaram com essa guerra actual, estão connosco, polícia e militar moçambicano que morre, o problema é dele, cabeça dele está fechado. Será que até hoje ainda não entenderam que nós estamos a lutar para que o povo tenha melhores condições de vida e nas FDS o salário mínimo seja acima de 15 000 00Mt (quinze mil meticais)? Dhlakama também lutava para isso e ele traçou o caminho da democracia e o povo acompanhou tudo, mesmo a FRELIMO no tempo de Dhlakama acompanhou e havia aceitado a proposta da democratização mas nunca cumpriu, é por isso que a Frelimo usa militares e polícias para lutarem sem saberem os objectivos da tal luta. Será que um dia já se perguntaram, porque recebem missões de ir atacar as Bases da Junta Militar da Renamo? A resposta é simples, a Frelimo não quer Democracia no País.
A Junta Militar da RENAMO está pronto para defender os interesses da população moçambicana violados pela FRELIMO, nunca vamos ser pegados a mão, vos dou essa garantia. Na guerra dos 16 anos morreram mais de 15 mil Zimbabueanos, nós não brincamos com guerrilha. Eu, Nhongo estava junto com Dhlakama e aprendi tudo com ele.
Vocês não podem pensar e nem sonhar que a Junta Militar irá no Acantonamento ou vai ser desmobilizado e entregar armas, isso não vai acontecer, não podem ser enganados. Há pessoas que estão a me aconselhar para eu aceitar a Desmobilização, Desarmamento e Integração para depois acabar com o Partido mas eu não vou aceitar e não sei se povo moçambicano aceitaria que eu fizesse isso, se não aceitam, estou disponível para receber mais jovens que estejam dispostos para defender os interesses da População e engrossar as nossas fileiras, não podemos deixar o partido desaparecer. 
Alguns estão a apoiar a entrega das armas, será que sabem onde fomos adquirir as armas e qual foi o objectivo principal dessas armas? Será que faz sentindo comprar armas para lutar com um certo inimigo e depois aceitar entregar as armas ao mesmo inimigo?
 
Quando a RENAMO aceitar entregar todas as armas a Frelimo, ninguém vai mais falar da Democracia e também ninguém vai falar mais do nome de Dhlakama e nem da RENAMO, abram olhos meus irmãos. O objectivo principal da Frelimo é essa que ninguém fale mais de Dhlakama e da Renamo para eles fazerem e desfazerem. Muitos seguiam Dhlakama mas não sabiam qual eram os objectivos da Renamo. Para melhor saberem, a Junta Militar da Renamo nunca vai acabar e vamos lutar com a Frelimo até dizer chega, não podem pensar que a Renamo vai voltar para atrás antes de alcançar os seus objectivos principais. Eu posso morrer, mas essas palavras nunca vão morrer até que se alcance os objectivos traçados na criação da RENAMO.
Não há nenhum militar a nível mundial que vai pegar Nhongo a mão.
Se a FRELIMO quer guerra, estamos prontos para guerrear até onde quiserem. 
Quando a Junta Militar iniciou tinha 500 militares e naquele tempo havia como nos pegarem a mão, mas agora que tenho muitos militares, não sonhem mais em pegar a mão o Nhongo, a única solução para acabar essa guerra deve ser diálogo franco, com entendimento de ambas as partes é possível fazer parar o som das armas.


Deixe connosco seus anúncios através do seguinte correio electrónico: saculcardoso01@gmail.com Ed. Sacul Cardoso

1 comentário:

  1. Nada mais é nada menos a não dizer obrigado general Mariano Nyongo Chissinga,a luta continua.

    ResponderEliminar