Nyusi reconhece a fragilidade do exército moçambicano

 

O Presidente da República Filipe Nyusi reconheceu que o exército moçambicano tem falta de investimento nos últimos 30 anos, paradoxalmente, afirma não pretender apoios de outras forças no teatro das operações. Ajudem-nos a perceber o alcance estratégico, os moçambicanos estão confusos.

 

A final não é o Governo da FRELIMO que está no poder desde 1975? Então porquê não conseguiram investir o exército para possível invasão exterior.

Como se explica isso?

É impressionante, como 30 anos depois se descobre que não houve investimento nas FADM? Se Nyusi reconhece a fragilidade do exército moçambicano, o que se faz com os homens da contra-inteligência militar?

E os jovens militarem formados na década 80 onde estão?

E porque razão a FRELIMO nunca se importou com as FADM?

Mais aberrante é saber que o Orçamento do Ministério da Defesa sempre foi gordo, no entanto a rubrica de investimento sempre não alimenta.

 

Não seria esta a oportunidade imperdível de ouvirmos quem sabe e conhece o percurso do exército moçambicano, para nos explicar o que falhou, o que está a falhar, e como consequência temos aquilo que está acontecer em Cabo Delgado?

 

Melhor a FRELIMO renunciar o Mandato antes que aconteça o pior!


Deixe connosco seus anúncios através do seguinte correio electrónico: saculcardoso01@gmail.com

Sem comentários